BOAVISTA F.C. - PANTERAS NEGRAS - FANATIC SUPPORTERS

segunda-feira, 23 de março de 2009

CICLISMO: SANTI PEREZ VENCEU A CLÁSSICA DE VIEIRA DO MINHO

O espanhol Santiago Pérez (Madeinox-Boavista) venceu hoje a Clássica de Vieira do Minho, primeira corrida pontuável para a Taça de Portugal de Elite, assumindo a liderança deste troféu. Num percurso selectivo de 130 quilómetros, o corredor asturiano atacou na última subida, contribuindo para uma primeira selecção dos mais fortes, e voltou a desferir uma ofensiva na descida para a meta. Nuno Ribeiro (Liberty Seguros) e Nelson Vitorino (Palmeiras Resort-Prio-Tavira) ainda responderam, mas não puderam com a ponta final de Pérez, que cumpriu o percurso em 3h24m09s, à média de 38,207 km/h. A primeira iniciativa de fuga juntou dois jovens corredores portugueses, João Benta (Madeinox-Boavista) e Samuel Caldeira (Palmeiras Resort-Prio-Tavira), que abalaram do pelotão quando estavam percorridos 5 quilómetros. Atrás deles saltaram onze corredores, mas nunca houve entendimento entre este numeroso grupo, que seria alcançado pelo pelotão. Enquanto isso, o entendimento na frente era perfeito, com Samuel Caldeira a passar à frente nas metas volantes, deixando esse privilégio para João Benta quando a estrada subia para os prémios de montanha. No pelotão, as despesas da perseguição eram pagas pela Liberty Seguros. O controlo era feito à distância e os fugitivos conseguiram estabilizar a diferença na casa dos 5 minutos durante algumas dezenas de quilómetros. Na segunda metade da prova, a diferença começou a cair, sobretudo quando o CC Loulé-Louletano-Aquashow se juntou à Liberty Seguros no trabalho de perseguição. Apesar disso, a vantagem de Benta e de Caldeira ainda rondava os 2 minutos, aquando da segunda passagem pela meta, a 33 quilómetros da conclusão desta clássica. Os heróis do dia tiveram direito aos prémios secundários da jornada, com Samuel Caldeira a conquistar as metas volantes e João Benta a ser o melhor trepador, mas era óbvio que não tinham capacidade para voos mais altos, perante a aproximação do pelotão. o corredor da Madeinox-Boavista ainda tentou ir em solitário, mas o grupo principal estava cada vez mais perto e vinha a alta velocidade. Com 111 quilómetros percorridos e depois de a equipa de Tavira também se ter dedicado à perseguição, foi anulada a fuga e começava a marcação cerrada entre os candidatos à vitória final. Na derradeira subida sucederam-se os ataques e o pelotão partiu-se completamente. No alto, passaram destacados quatro ciclistas: André Cardoso e Nelson Vitorino (Palmeiras Resort-Prio-Tavira), Nuno Ribeiro (Liberty Seguros) e Santiago Pérez (Madeinox-Boavista). Na descida outros homens juntaram-se à frente de corrida, formando-se um grupo com cerca de dez unidades. Insatisfeitos com a companhia, Nuno Ribeiro, Nelson Vitorino e Santiago Pérez abalaram na fase mais rápida e discutiram entre si o triunfo, tendo o corredor espanhol sido o mais rápido.
“Partimos com ambição de vencer, e esta vitória, juntamente com a liderança da Taça de Portugal é muito importante para a equipa, pois trata-se de um troféu de regularidade. É importante também porque atacamos, fazemos bom ciclismo e fomos recompensados. Na parte final, passei bem a montanha e poupei-me na descida. Tive a ajuda de um companheiro de equipa, consegui alcançar o Nuno Ribeiro e, depois, discutimos a chegada”Santiago Pérez, vencedor e primeiro líder da Taça de Portugal Elite.

2 comentários:

Cátia disse...

Os meus parabéns ao atleta!

Beijinho grande.

ze luis disse...

25 Mar 09, 18:11
PN: Pessoal que nao consiga comprar bilhu antes de sexta informo que na sexta poderá adquiri-lo na sede PN, como se dum jogo normal se tratasse!!!PN-ULTRAS-84